Capacitação Profissional

O mercado de trabalho atual busca por pessoas pró ativas, que tenham boa vontade, disponibilidade, queiram de fato um bom trabalho e conscientes da concorrência existente entre os profissionais. É com base nas necessidades desse mercado de trabalho tão exigente, que nós, da FEAPI, através da Escola de Capacitação Profissional, temos por objetivo priorizar a qualificação profissional seguindo as tendências do mercado e o que este tem exigido dos trabalhadores, afim de que os mesmos recebam não apenas mais uma certificação, mas também um preparo para o esse mercado.

Qualificar-se para uma determinada função é requisito indispensável, é essencial para quem busca uma promoção em seu trabalho ou empresa. A capacitação não só dá condições para o exercício de determinadas profissões como também objetiva preparar para o mundo do trabalho, no processo de capacitação, é importante que se trabalhe as habilidades básicas, específicas e de gestão, oferecendo a oportunidade de uma melhor adaptação ao mercado competitivo. Desta forma a Escola de Capacitação oferece diversos cursos, nas mais diferentes áreas, afim de que a comunidade esteja cada vez mais apta tanto para ingressar no mercado de trabalho, quanto para aperfeiçoar-se e melhorar assim suas aptidões profissionais.

PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ECP

A proposta pedagógica da FEAPI fundamenta-se num projeto educacional profissional que tem em vista:

  • Proporcionar ao cidadão Itajaiense oportunidades de qualificação profissional, visando seu ingresso ou permanência no mercado de trabalho, contribuindo para a inclusão social deste indivíduo.
  • Receber oportunidades de formação para que seja um cidadão capaz de atuar de forma crítica, consciente, participativa, com mobilidade e flexibilidade, tanto na vida cotidiana, quanto no mundo do trabalho.
  • Incorporar e integrar aos conteúdos específicos os atributos necessários à formação dos seus alunos.
  • Encorajar o aluno a despertar sua vocação e tornar-se autônomo.
  • Verificar as fronteiras e a profundidade do próprio eu e procurar o significado da vida e da sociedade.
  • Testar os limites da consciência humana em vista do universo do qual faz parte.
  • Capacitar o aluno, tanto a aprender a assimilar o mundo complexo e fluido em que vive, quanto a desenvolver condições de intervir para transformá-lo, em vez de apenas reproduzi-lo.
  • Tornar o aluno capaz de transformar informação em conhecimento, conhecimento em sabedoria, sabedoria em arte de viver, amar, conviver, trabalhar e integrar-se ao mundo.
  • Demonstrar conhecimento e buscar constante atualização sobre os princípios científico-tecnológicos provenientes da Era Moderna e a conseqüente velocidade de mudanças que regem o mercado de trabalho.
  • Organizar e interpretar dados e informações, fazendo uso de ferramentas tecnológicas.
  • Selecionar, organizar e interpretar informações e conhecimentos disponíveis para enfrentar situações - problemas da realidade que envolve o trabalho como um todo.
  • Compreender as diferentes realidades sócio-econômicas, visando ao exercício pleno da cidadania e ao desenvolvimento sustentável.
  • Interferir solidária e criticamente na realidade, considerando a inclusão social como fator de resgate da autoestima do indivíduo, a entrada deste no mercado de trabalho, reduzindo ações de violência e gerando renda.

 

Criar condições que viabilizem a cidadania, através da socialização do conhecimento, perspectiva transformadora, educar para ouvir e respeitar as diferenças, a diversidade que compõe a sociedade, o desenvolvimento da pessoa humana enquanto integralidade.

Fazer acontecer o entrecruzamento das competências cognitivas, comportamentais e psicomotoras que se desenvolvem através das dimensões pedagógicas das relações sociais e produtivas, com a finalidade de produzir as condições necessárias à existência; a educação profissional devendo articular os conhecimentos oriundos da prática social (tácitos e populares) e conhecimentos científicos, de modo a relacionar ciência, tecnologia, cultura e sociedade nos processos de construção e difusão do conhecimento. 

  • Formar mão-de-obra para o mercado de trabalho, oferecendo cursos de capacitação e qualificação profissional.
  • Promover contatos com entidades públicas e privadas, objetivando na soma de esforços e parcerias a preparação e o aperfeiçoamento dos recursos humanos destas;
  • Levar o aluno à compreensão da importância da cidadania, da ética, do empreendedorismo, da ciência e da tecnologia no mundo moderno aprimorando seus conhecimentos, valorizando suas habilidades, para que seja um cidadão consciente e proativo.
  1. O curso só será iniciado com número mínimo de quinze alunos;
  2. Alguns cursos terão datas pré-agendadas e outros conforme demandas;
  3. Em caso de dúvidas entre em contato com a FEAPI para esclarecimentos sobre os cursos;
  4. As ementas e conteúdos dos cursos estarão à disposição na Diretoria da Escola de capacitação Profissional e publicados no site da FEAPI no link "EDITAIS".

Itajaí, por sua característica territorial e populacional, exige iniciativas que obedeçam ao critério fundamental de descentralização. Com uma população de aproximadamente 200 mil habitantes, espalhada em 300km2, distribuída em bairros populosos, afastados do Centro, torna-se necessário um conjunto de políticas que supram as diversas necessidades, entre elas, a da qualificação profissional de seus moradores. Pensando em atender melhor os cidadãos Itajaienses a FEAPI. Descentraliza a oferta de qualificação profissional para os Bairros de nossa cidade, obedecendo a critérios de distribuição territorial de modo a possibilitar o acesso a um número maior de cidadãos. O Projeto FEAPI NOS BAIRROS foi criado em agosto de 2011 e leva à população o atendimento presencial dos seus cursos. Contemplando regiões mais periféricas, distantes do centro de nossa cidade, a partir de diagnósticos das necessidades locais oferecerá serviços de cursos de qualificação profissional com qualidade, utilizando equipamentos públicos disponíveis. Para a viabilização do PROJETO FEAPI NOS BAIRROS serão utilizados inicialmente, a parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria da Agricultura e do Desenvolvimento Rural.

  1. ITAIPAVA – Escola Básica Judith Duarte de Oliveira 
  2. CORDEIROS – Centro educacional de Cordeiros
  3. SÃO JOÃO – Escola Básica João Duarte
  4. SÃO VICENTE – Escola Básica Aníbal Cesar
  5. CIDADE NOVA – Centro Educacional Pedro Rizzi
  6. FAZENDA – Escola Básica Gaspar da Costa Moraes
  7. ESPINHEIROS – Escola Básica Tereza Bezerra de Athayde
  8. IMARUI – Escola Básica Arnaldo Brandão
  9. BAÍA - Parque do Agricultor

EIXOS TECNOLÓGICOS – CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Gestão e Negócio

Gestão Portuária

Construção Civil

Meio Ambiente

Saúde

Estética

Construção Naval

Desenvolvimento Social